BDSM mixado com romance e feminismo num gibi dos anos 40

Em Slave Girl um personagem icônico ajudou a estabelecer o gênero Good Girl Art

Em Slave Girl um personagem icônico ajudou a estabelecer o gênero Good Girl Art

18.02.2022
7120 VISITAS
Post original em: 28.11.2020
Bondage, dominação, submissão, sadomasoquismo, mas também romance e até feminismo num gibi encerrado em 1949 onde o artista Howard Larsen criou um personagem icônico que ajudou a estabelecer o gênero Good Girl Art.
Em sua carreira relâmpago de duas edições em 1949, sua nudez apenas acentuada pelo traje de harém em cores vivas, Malu, a garota escrava, executou a um só tempo o papel duplo de uma fantasia sexual BDSM e de uma mulher forte que luta pelo amor, pela liberdade e por seu amante.
Howard Larsen foi um ilustrador americano da era de ouro dos quadrinhos para a EC Comics e outras editoras durante as décadas de 1940 e 1950, cujo o trabalho fascina leitores até hoje.

REFERÊNCIAS:
Grand Comics Database (https://www.comics.org/series/688/)
Por: Paulo Franco Rosa (jornalista, editor e roteirista)


MALU A PRINCESA ESCRAVA E OS BANDIDOS DE TAL AZMUT

MALU A PRINCESA ESCRAVA E OS BANDIDOS DE TAL AZMUT

MALU A PRINCESA ESCRAVA E OS BANDIDOS DE TAL AZMUT

MALU A PRINCESA ESCRAVA E OS BANDIDOS DE TAL AZMUT

MALU A PRINCESA ESCRAVA E OS BANDIDOS DE TAL AZMUT

MALU A PRINCESA ESCRAVA E OS BANDIDOS DE TAL AZMUT

MALU A PRINCESA ESCRAVA E OS BANDIDOS DE TAL AZMUT
BREVE A CONTINUAÇÃO...
Envie seu e-mail para ser avisado quando a história for atualizada.


REF.: SLAVE GIRL COMICS. New York: Avon Periodicals, 1949. Trimestral.

DESTAQUES QUE PODEM INTERESSAR...

A turma do Archie em graphic novel
A turma do Archie em graphic novel  
Spartacus, o escravo que fez sucesso no cinema
Spartacus, o escravo que fez sucesso no cinema  
Star Wars e o despertar da força da prosa
Star Wars e o despertar da força da prosa