Brasileiro vence o Prêmio Eisner, o Oscar dos quadrinhos

O paulista Marcelo D’Salete, de 38 anos, venceu o Prêmio Eisner, considerado o “Oscar” dos quadrinhos, com “Cumbe”, uma história sobre a escravidão no Brasil.

O paulista Marcelo D’Salete, de 38 anos, venceu o Prêmio Eisner, considerado o “Oscar” dos quadrinhos, com “Cumbe”, uma história sobre a escravidão no Brasil.

28.05.2019
2336 VISITAS
Post original em: 23.07.2018
“Como o prêmio saiu tarde, depois da meia-noite do Brasil, amigos começaram a me parabenizar. Foi uma surpresa muito grande. Lembro que fui conferir as obras que estavam concorrendo, todas de excelentes artistas, imaginei que não seria minha vez”, disse o artista ao UOL.

Lançada nos últimos quatro anos nos EUA, em Portugal, na França, na Itália e na Áustria, “Cumbe” é composta por quatro contos que se baseiam em documentos reais para retratar a resistência dos escravos ao sistema colonial.
A história tem quase 200 páginas, desenhadas em preto e branco e narradas com poucos diálogos. D’Salete transforma em ficção histórias encontradas em relatos antigos, tentando imaginar a perspectiva do escravizado frente aos desmandos do período colonial.
A indicação à categoria de melhor edição americana de material estrangeiro demonstra, segundo D’Salete, o interesse crescente do público pela história da escravidão e do negro no Brasil.
“Essa vitória, dentro de um mercado enorme que é os EUA, é muito significativa para o quadrinho nacional. Ainda mais com um trabalho falando sobre nossa história, de um modo especial. É o meu modo de contar histórias, que inicialmente até achava que afastava as pessoas, mas que está chamando a atenção até de quem não lia quadrinhos”, conclui o autor.

Por Fórum (https://ciberia.com.br/author/forum)

DESTAQUES QUE PODEM INTERESSAR...

Dark Watch, vai além do universo Hellraiser
Dark Watch, vai além do universo Hellraiser  
Roberto Carlos cantando em italiano, uma raridade made in Italy
Roberto Carlos cantando em italiano, uma raridade made in Italy  
Al Pacino ganhou seu primeiro Oscar de Melhor Ator com Perfume de Mulher
Al Pacino ganhou seu primeiro Oscar de Melhor Ator com Perfume de Mulher