Por que 2 de abril, é o Dia Internacional do Livro Infantojuvenil?

Graças à contribuição de Hans Christian Andersen para a literatura infantojuvenil, a data de seu nascimento, foi escolhida para celebrar o gênero

Graças à contribuição de Hans Christian Andersen para a literatura infantojuvenil, a data de seu nascimento, foi escolhida para celebrar o gênero

18.09.2018
361 VISITAS
O dinamarquês Andersen (1805- 1875) viveu no século XIX e antes dele poucos autores manifestaram tanto interesse pela literatura para crianças. Apesar de ter publicado diversos romances adultos, livros de poesia e relatos de viagens, foram os contos de fadas que o tornaram famoso.

Entre 1835 e 1842, Andersen escreveu seis volumes de Contos, livros com histórias infantis traduzidos para diversos idiomas. Ele continuou escrevendo seus contos infantis até 1872, chegando à marca de 156 histórias. No começo, escrevia contos baseados na tradição popular, especialmente no que ele ouvia durante a infância, mas depois desenvolveu histórias no mundo das fadas ou que traziam elementos da natureza.
Diz-se que Anderesen foi o primeiro romântico a contar hiostórias infantis com cunho moral e social. Ao mesmo tempo que abordava os comportamentos desejáveis para os pequenos, ele apontava as diferenças da sua sociedade entre os pobres desamparados e os ricos poderosos.

Da Redação

DESTAQUES QUE PODEM INTERESSAR...

Uma piada para desafiar Superman
Uma piada para desafiar Superman  
Editora Planeta lança novo livro de ficção de Christian Figueiredo
Editora Planeta lança novo livro de ficção de Christian Figueiredo  
O seriado que foi audaciosamente onde nenhum homem jamais esteve
O seriado que foi audaciosamente onde nenhum homem jamais esteve