Por que 2 de abril, é o Dia Internacional do Livro Infantojuvenil?

Graças à contribuição de Hans Christian Andersen para a literatura infantojuvenil, a data de seu nascimento, foi escolhida para celebrar o gênero

Graças à contribuição de Hans Christian Andersen para a literatura infantojuvenil, a data de seu nascimento, foi escolhida para celebrar o gênero

23.09.2019
566 VISITAS
O dinamarquês Andersen (1805- 1875) viveu no século XIX e antes dele poucos autores manifestaram tanto interesse pela literatura para crianças. Apesar de ter publicado diversos romances adultos, livros de poesia e relatos de viagens, foram os contos de fadas que o tornaram famoso.

Entre 1835 e 1842, Andersen escreveu seis volumes de Contos, livros com histórias infantis traduzidos para diversos idiomas. Ele continuou escrevendo seus contos infantis até 1872, chegando à marca de 156 histórias. No começo, escrevia contos baseados na tradição popular, especialmente no que ele ouvia durante a infância, mas depois desenvolveu histórias no mundo das fadas ou que traziam elementos da natureza.
Diz-se que Anderesen foi o primeiro romântico a contar hiostórias infantis com cunho moral e social. Ao mesmo tempo que abordava os comportamentos desejáveis para os pequenos, ele apontava as diferenças da sua sociedade entre os pobres desamparados e os ricos poderosos.

Da Redação

DESTAQUES QUE PODEM INTERESSAR...

Harley Davidson comemorou 100 anos com livro sofisticado
Harley Davidson comemorou 100 anos com livro sofisticado  
Maurício 80 - Capa Dura
Maurício 80 - Capa Dura  
Estudiosa analisa os Quadrinhos de Humor no ensino da língua inglesa
Estudiosa analisa os Quadrinhos de Humor no ensino da língua inglesa